segunda-feira, 1 de outubro de 2012

Atentado a Constituição em um jogo de futebol

29 de Setembro de 2012, Náutico x Atlético-GO, Jogo de Futebol válido pela 27ª Rodada da primeira divisão do Campeonato Brasileiro de 2012 (Série A).

O jogo antes de começar já teve seu auge: Uma Faixa de protesto contra os erros(ou roubo) de arbitragens que prejudicaram o time do Clube Náutico Capibaribe em jogos anteriores.
O juiz da partida não quis apitar o inicio do jogo até que a faixa com os disseres "Não Irão Nos Derrubar no Apito" fosse retirada ou recolhida. O Jogo atrasou 17 minutos, até o momento em que os torcedores, por pressão da Policia Militar e do Delegado / Representante da CBF, abaixaram a faixa e o juiz resolveu iniciar a partida.
Logo após o inicio do jogo, a faixa foi levantada novamente pelos torcedores e o jogo continuou.



O Juiz de Futebol, Leandro Pedro Vuaden, errou feio em sua atitude. Ele feria um artigo importantíssimo da Constituição Brasileira, a liberdade de expressão.

Artigo 5o da Constituição Federal:
IV - é livre a manifestação do pensamento, sendo vedado o anonimato;

É notório que o Náutico foi prejudicado varias vezes por erros de arbitragens e apitos tendenciosos. Não teve nada de errado na faixa e fica o apoio pra faixa ser levada no próximo jogo nos Aflitos, que será contra um dos reis da mídia televisiva, o Corinthians. A Globo irá transmitir o jogo para o estado de São Paulo e provavelmente para muitos outros estados. Vale o esforço de a faixa de protesto aparecer em Rede Nacional.