quarta-feira, 5 de setembro de 2012

Pesquisa pode estender a vida humana a até 200 anos

Sem pelos e dentuço, rato toupeira pode ajudar homem a viver 200 anos, acreditam cientistas.

Cientistas europeus trabalham para desvendar todos os genes dos ratos toupeiras. Sem pelos e dentuço, o bicho de aparência estranha, pode ajudar a prolongar a vida humana.
Muito resistentes, estes ratos, que são os únicos mamíferos de sangue frio do planeta, podem viver em desertos, comer plantas venenosas e até sobreviver a um câncer. O grupo, que normalmente é encontrado em países africanos, também mantêm vida sexual ativa durante toda sua longa vida.



Em entrevista ao jornal The Sun desta quarta-feira (05-09), Jonathan Flint, um especialista em genética humana da Universidade de Oxford, disse que o homem não possui um limite de vida, mas costuma sobreviver, em média, até 90 anos.
“Se descobrirmos os ‘segredos’ dos ratos, viveremos muito mais“, disse.