quinta-feira, 4 de outubro de 2012

Fim das Organizadas em Pernambuco

O Ministério Público pede a extinção das torcidas Jovem do Sport, Inferno Coral da Santa Cruz e Fanáutico do Náutico.



Normalmente associadas aos atos de violência nos jogos de futebol do Recife, as torcidas organizadas Jovem do Sport, Inferno Coral (Santa Cruz) e Fanáutico estão mais uma vez ameaçadas de serem impedidas de frequentar os estádios. Porém, dessa vez, de forma definitiva. Na última sexta-feira, o Ministério Público de Pernambuco (MPPE) entrou com uma ação civil pública na Justiça do Estado, de autoria do promotor Ricardo Coelho, solicitando, pela primeira vez, a extinção das três facções, como pessoa jurídica. Além disso, também foi pedida uma liminar que proíbe a entrada das organizadas nas praças esportivas locais até que o mérito da ação seja julgado.



O responsável por analisar a ação é o juiz Edvaldo Palmeira, da 5ª Vara da Fazenda Pública. Não há prazo para a decisão. Já a liminar pode ser concedida (ou negada) em duas semanas.



Dentre os motivos alegados pelo MPPE para o banimento definitivo das organizadas está um estudo produzido pelo próprio órgão, com base na central de inquéritos do Juizado do Torcedor, delegacias e polícia militar, que levantou o número de aproximadamente 800 delitos cometidos pelos membros das três torcidas nos últimos cinco anos. Entre eles, furtos, roubos, lesões corporais e formação de quadrilha. Na ação civil pública também consta que o não cumprimento da determinação, caso acatada pela Justiça, acarretará em multa diária de R$ 500 mil a ser paga pelas organizadas em conjunto com os clubes, Polícia Militar, Federação Pernambucana e CBF.



“Foram cerca de 800 crimes praticados em cinco anos. Já está mais do que provado que essas torcidas são organizações juridicamente constituídas para a prática de atos criminosos. Por isso não cabe mais a presença delas nos estádios de futebol”, destacou Ricardo Coelho, que já havia conseguido na Justiça a proibição da entrada da Torcida Jovem do Sport e da Inferno Coral na Ilha do Retiro, Arruda e Aflitos nas semifinais e finais do último Campeonato Pernambucano. Por sinal, o resultado desta decisão também ajudou a basear o pedido de extinção das organizadas, já que não houve nenhum registro de tumulto nesses jogos.



Para você que é de alguma TO, pode continuar sua arruaça e brigas no mundo virtual, no lugar de ser na vida real. Só ir jogar Ultras ONline, clicando aqui nesse link: http://s3.ultrasonline.com/u/LostBoys/



Lembrando que não sou a favor da extinção das Torcidas Organizadas e Grêmios Recreativos, pois para mim quem comete os delitos são os indivíduos e não as Empresas(as TO's são cadastradas em CNPJ).
Exemplo: vão fechar uma empresa de roupa de marcam tipo a "Cyclone", porque alguns de seus funcionários ou associados, ou até clientes saem fazendo baderna vestindo seus produtos em dia de algum evento.


http://s3.ultrasonline.com/u/LostBoys/